No ano passado entrevistamos duas alunas da Escola Superior de Enfermagem de Santa Maria, para compreendermos o que leva ao elevado fluxo migratório registado nos últimos anos pelos profissionais de saúde. Na altura (Maio 2015) a terminar o último ano do curso de enfermagem, consideravam que a emigração seria a melhor maneira para iniciarem as suas carreiras profissionais.
Pode ver a entrevista nesta secção.
Atualmente estão as duas a trabalhar no Reino Unido em diferentes Hospitais e a Mariana Martins partilhou connosco esta fase de adaptação a uma nova vida profissional e pessoal.
Aqui fica o testemunho da Mariana na primeira pessoa.

Eu adoro o meu trabalho!
Esta é a verdade, e depois de 3 meses a viver no Reino Unido e a trabalhar como enfermeira instrumentista de bloco operatório no East Surrey Hospital (SaSH), não podia estar mais feliz.
Fui muito bem recebida quando cheguei, os meus colegas de trabalho foram super atenciosos assim como os meus chefes que se mostraram muito disponíveis, muito simpáticos e contentes por eu estar com eles. Esta primeira impressão fez-me sentir muito bem e bastante reconhecida.

Enquanto enfermeira recém-licenciada e sem qualquer experiência clínica em bloco operatório, atribuíram-me um mentor para me orientar nesta fase inicial. Ter uma pessoa experiente perto de mim, que me ensina e assiste todos os dias, foi e tem sido muito importante nesta fase de adaptação ao meu novo trabalho.

Quanto aos meus colegas, adoro ouvi-los a falar sobre as suas técnicas assim como sobre as suas experiências clínicas, e com estes pequenos conhecimentos que vou reunindo de todos eles cada vez aprendo mais e mais. Por tudo isto considero que como profissional sou um “espelho” do que tenho aprendido com todos eles. Como tal, dou-lhes muito valor por me acolherem tão bem e porque despenderam do seu tempo para me ajudar e ensinar e, por toda esta dedicação eu estou-lhes eternamente grata.

No que respeita à minha adaptação a esta nova vida num país diferente, a ajuda deles foi tão importante para mim como a nível profissional que nem dá para descrever por palavras. Não é fácil deixar a nossa casa e iniciar uma vida num país diferente, mas agora que estou neste local tão bom sinto-me feliz por ter tomado a decisão de vir trabalhar para o East Surrey Hospital (SaSH) aqui no Reino unido.

A melhor forma de agradecer ao SaSH esta oportunidade é cuidar dos meus pacientes com todo o apreço que eles merecem e dar o meu melhor para tentar ser uma boa profissional. No meu país não consegui esta oportunidade de trabalho mas o SaSH deu-ma e vejo-me a trabalhar neste hospital durante os próximos 5 anos.

Ao East Surrey Hospital (SaSH) e a toda a minha equipa de trabalho deixo o meu sincero obrigado por tudo.

       

Viver no Reino Unido…………É muito diferente!
- Chove muito
- Está muito frio
- Onde eu vivo não há lojas abertas depois das 6 da tarde

Mas apesar destas coisas menos boas,
- Sinto-me segura
- Os meus vizinhos são simpáticos
- Os bancos e serviços sociais funcionam melhor do que em Portugal
- O sistema nacional de saúde é muito eficiente
- Faço muitas compras online
- Conheci pessoas novas que se tornaram minhas amigas

Já começo a considerar o Reino Unido como a minha nova casa! ”
Mariana Martins - Enfermeira Banda 5 de Bloco Operatório