Nos dias de hoje conseguir preparar uma lancheira prática, saudável e que seja do agrado das crianças, é quase missão impossível! Na maior parte das vezes as opções saudáveis não são as preferidas das crianças e a oferta de produtos calóricos e ricos em açúcares e gorduras é tão grande, que educar para hábitos mais saudáveis nem sempre é tarefa fácil. No entanto, os pais e encarregados de educação devem ter a preocupação de educar as crianças no sentido de os fazer entender a importância de comerem, ao longo do dia, alimentos que sejam benéficos para a sua saúde e para o seu desempenho escolar. Se a alimentação das crianças não for adequada em quantidade e em qualidade, o seu crescimento e desenvolvimento podem ser afetados e diversas doenças podem vir a surgir, como a obesidade.

  Dicas para os pais conseguirem preparar lanches saudáveis:
1. Evite alimentos calóricos, ricos em açúcares e gorduras.
2. Se optar por pão, escolha um pão mais escuro, evite o pão-de-leite, pão de forma ou o tão apreciado pão recheado com chocolate (Bolicao).
3. Se escolher enviar bolachas, opte pelas bolachas mais simples: maria, torrada ou água e sal. Óbvio que estas não são as preferidas dos mais pequenos mas é tudo uma questão de hábito e de variar o máximo possível. Evite as bolachas com recheios ou cobertas de açúcar.
4. Escolha para um dos lanches um laticínio e diga à criança para o consumir da parte da manhã para não se estragar. Opte por leite simples ou iogurtes de aromas. Evite leite achocolatado ou de sabores e iogurtes de pedaços ou com pepitas/pintarolas.
5. Ponha todos os dias uma peça de fruta na lancheira e deixe que seja a criança a escolher, tentando sempre variar.
6. Durante a semana varie os lanches que prepara: não caia na monotonia de preparar todos os dias os mesmos lanches. Procure variar as peças de fruta, o recheio do pão (evite barrar o pão com chocolate, opte por fiambre magro, queijo, compotas e geleias), os laticínios (iogurte sólido, iogurte líquidos, leite simples) e o tipo de bolachas.
7. Evite pôr na lancheira guloseimas (chocolates, gomas, rebuçados), bolos, refrigerantes, batatas fritas e outro tipo de produtos mais calóricos. Estes produtos não têm qualquer interesse nutricional e vão saciar pouco, fazendo com que a criança coma ainda mais.
8. Não se esqueça de pôr todos os dias 1 garrafa de água (mínimo de 0,5L) para a criança ir bebendo durante o dia.

Nem sempre é fácil educar as crianças para hábitos alimentares saudáveis. Mas lembre-se:
“O que as crianças comem hoje, vai refletir-se na saúde de amanhã!"