Como é bom comer! Concorda?

O sistema digestivo é o responsável por dar esse prazer e por satisfazer uma necessidade vital do organismo, a digestão, através da qual terá acesso aos nutrientes de que precisa para se manter saudável. Este aparelho trabalha arduamente para lhe proporcionar tudo isto... Mas será que lhe tem prestado a atenção que ele merece?
Se já experienciou desconfortos como sensação de inchaço, prisão de ventre/obstipação e azia, isto pode indicar que, provavelmente, não está a seguir o estilo de vida mais adequado. Saiba o que fazer para diminuir e prevenir estes desconfortos, de forma a poder apreciar as suas refeições de uma forma mais inteligente e confortável.

Simples alterações no estilo de vida podem fazer a diferença no seu bem estar!

Sensação de Inchaço

É causada devido a uma acumulação excessiva de gases ou a uma possível intolerância a determinados alimentos, como por exemplo a intolerância à lactose ou glúten.

  Como prevenir
► Comer sentado, relaxado e com calma. O stress e a agitação fazem com que mais quantidade de ácido seja produzida pelo estômago.
► Procure não falar em demasia e apressadamente enquanto come. Por exemplo, estar ao telefone a tratar de assuntos de trabalho enquanto come resulta numa maior probabilidade de engolir ar, reduz a mastigação eficaz e faz com que não coordene bem o engolir e o respirar.
► Evite mastigar pastilha elástica porque aumenta o risco de engolir ar que, posteriormente se vai acumular no organismo, causando a sensação de estar cheio/inchado.
► Não exceder o consumo de alimentos como: refrigerantes, cebola, brócolos, couve, feijão e couve-flor. Os vegetais são importantes, mas diversifique e seja criativo, não misture dois destes vegetais no mesmo dia se sofre de problemas de digestão.
► Evite alimentos processados e que contenham sorbitol (um tipo de adoçante).
► Faça do seu tempo de refeição uma prioridade. Podem ser apenas os 10 minutos da correria do seu dia, mas que sejam 10 minutos de qualidade. A título de exemplo, muitos hospitais em Inglaterra implementaram o chamado "Protected Meal Time" - período de tempo em que os utentes não podem ser interrompidos para se focarem, apenas, na alimentação. Focarmo-nos mais, não apenas no que comemos mas como comemos, é essencial.

Prisão de Ventre

É causada pela redução do número de vezes que o intestino elimina fezes, fazendo com que estas fiquem mais compactas e duras e se acumulem durante alguns dias no interior do organismo. Estas excreções, não sendo expelidas, causam bastante desconforto e peso no abdómen.

  Como prevenir
► Consumir mais alimentos ricos em fibra, como por exemplo, frutas e a sua casca, vegetais, aveia, pão integral, arroz castanho. 18 a 30 gramas de fibra por dia e o recomendado.
► Consumir mais líquidos naturais, como água, sumos de fruta e sopa.
► Reduzir a exposição ao stress.
► Obedeça ao seu intestino, não ignore quando precisa de ir à casa de banho. Se possível, opte por um local com bastante privacidade, de modo a estar mais relaxado.
► Fazer exercício físico. Algo simples como uma caminhada tem um grande impacto não só na prisão de ventre, como na saúde geral.
► Confirme se está a tomar algum medicamento que possa provocar esta prisão de ventre.
► Pode comprar laxantes, mas tenha atenção que diferentes laxantes atuam de diferentes formas, sendo que os mais comuns fazem as fezes ficar mais hidratadas e consequentemente moles. Se tomar laxantes terá, na mesma, de se manter hidratado, pois é necessária água para este processo. A toma excessiva destes medicamentos pode causar uma certa dependência, sendo, por vezes, difícil o intestino voltar ao seu funcionamento normal. Pode encontrar laxantes em farmácias ou na maioria das cadeias de supermercados do Reino Unido.

Azia

É causada pelo refluxo do ácido do estômago para as partes de cima do organismo, como por exemplo o esófago. Provoca uma sensação de algo ácido estar a "queimar" o estômago, um aperto no peito, uma vontade de eructar em demasia e parece que a "comida não lhe caiu bem".
(Cuidado com as semelhanças com a dor no peito provocada por "ataque cardíaco"- consultar a secção do "Enfarte agudo do miocárdio" neste mesmo site.)

  Como prevenir
► Evitar alimentos com gordura, como a fast food. Os alimentos fritos demoram mais a ser digeridos.
► Comer mais alimentos grelhados.
► Evitar comida picante.
► Evitar fumar, pois aumenta a produção de ácido no estômago.
► Apesar de não estar completamente provada, diz-se que a acção de alimentos com microorganismos vivos (pró bióticos) ajuda a reduzir estes sintomas digestivos. Este tipo de organismos está presente em alguns iogurtes, facilmente acessíveis em qualquer supermercado.

 

  

Opte sempre pela mudança de estilos de vida, bem como as escolhas mais duradouras e com menos complicações comparativamente ao uso de medicamentos. Tem de dar tempo para as mudanças ocorrerem, vai valer a pena. Se depois destas mudanças de estilo de vida os sintomas persistirem, consulte o seu médico de família. Se vive no reino unido e ainda não tem um médico de família (GP) pode consultar as informações na nossa página.