Os Amigos de 4 Patas

Se tem animais de estimação e vai viver para outro país tem possibilidade de levar esse amigo que já faz parte da família. Para o animal poder ser transferido, de Portugal para o Reino unido, tem de reunir todas as condições exigidas pelo “Pet Travel Scheme" (Regime de Viagens de Animais de Estimação) que são da responsabilidade do dono. Se estes procedimentos não forem cumpridos o animal poderá ficar retido em quarentena, o que terá custos associados para a pessoa responsável por ele.

Requisitos Obrigatórios Para Cães, Gatos e Furões

                               

     ► Microchip;
     ► Vacinação contra a raiva;
     ► Desparasitação (obrigatoriamente da ténia);
     ► Passaporte para animais de estimação;
     ► Entrar no País por uma empresa de transporte autorizada.

 

1º Passo - Colocar um microchip de identificação de padrão europeu, antes da vacinação.

Este chip tem de ser colocado, exclusivamente, por pessoas com formação e certificação especializada. Posteriormente, o veterinário tem de confirmar que o chip consegue ser reconhecido pelo leitor e registar o respetivo número no boletim de vacinação.

 

2º Passo – Atualizar o boletim de vacinação.

Todos os animais que querem viajar para o Reino Unido têm de ter a vacina da raiva. Esta vacinação só é permitida para animais com, pelo menos, 12 meses de idade e tem de ser efetuada depois da colocação do microchip.
Se for a primeira vez que o animal toma esta vacina só pode viajar 21 dias depois do dia em que esta lhe foi administrada. No caso de ser um animal que já tomou a primeira vacina e só tem de fazer o reforço periodicamente, não é necessário qualquer tempo de espera, desde que este reforço tenha sido administrado dentro do prazo previsto.
O Boletim de vacinação do animal de estimação deve conter as seguintes informações: data de nascimento, número do microchip, data de inserção e zona onde foi incorporado, data de vacinação, nome e número do lote da vacina e data do próximo reforço de vacinação.

 

3º Passo – Obter a documentação necessária para viajar.

Os animais que pertencem a União europeia têm de ter um “PASSAPORTE PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO” para poderem entrar no Reino Unido. Este documento tem de ter indicação de todas as exigências requeridas para que o animal possa ser transferido de país: número do microchip, a desparasitação e vacinação. Se o passaporte não estiver devidamente preenchido com a informação exigida a entrada do animal no País não será permitida. Para além deste documento, o veterinário tem de emitir, também, uma declaração que comprova que o animal está autorizado a viajar.

 

4º Passo – Fazer a desparasitação (apenas para cães)

Antes de entrar no Reino Unido, todos os cães têm de ser desparasitados, obrigatoriamente, contra o parasita vulgarmente conhecido por ténia (nome cientifico: Echinococcus multilocularis). Este parasita pode causar doenças no fígado, por vezes fatais, nos seres humanos. No Reino não existem ocorrências deste parasita e para evitar a sua dispersão existe um controle muito acentuado com a entrada de animais que vêm de outros países.

O tratamento deve ser administrado por um veterinário, num período entre 24 a 120 horas (1 a 5 dias) antes do dia de chegada ao Reino Unido, para evitar a disseminação dos ovos. Se este período não for cumprido o animal é proibido de entrar e fica em quarentena. Este tratamento administrado pelo veterinário deve conter “praziquantel” ou um equivalente como princípio ativo por isso, certifique-se que esta informação está correta. É, também, condição necessária que no passaporte venha descrito o nome e fabricante do produto, data e tempo de administração do medicamento e assinatura e carimbo do veterinário, para comprovar que o animal foi sujeito a este tratamento.

Para além desta desparazitação o cão tem de fazer, também, um tratamento para carraças antes de ser transferido para o RU.

 

5º Passo – Meio de transporte do animal

Desde que reúna todas as condições exigidas, o animal pode viajar com o dono ou pela pessoas responsável por ele, mas também pode ser transportado pelas empresas e rotas que são aprovadas pelo “regime de viagens de animais de estimação”.  Também podem levar o vosso animal de estimação de carro, passando pelo Eurotunnel ou por Ferry). O transporte de mais de cinco animais é considerado para fins comerciais e, como tal, obedece a critérios distintos de transporte dos referentes aos animais de estimação.
Nesta página pode obter mais informação sobre estes serviços.

Os cães de assistência credenciados têm um procedimento de transporte especializado que pode consultar aqui.

 

Condições de Transferência Para Outras Espécies de Animais

                                           

Apenas cães (incluindo cães de assistência e cães guia), gatos e furões são abrangidos por estas normas referenciadas anteriormente. Todas as espécies de roedores, coelhos, pássaros, peixes ornamentais, invertebrados, anfíbios e répteis que são transportados de países da União Europeia, podem entrar no Reino Unido sem ser exigida qualquer tipo de regra.

 

Para mais informações consultar o website oficial do governo do Reino Unido.